Empreendedor você também compartilha desta dúvida?

Outro dia conversando com um empreendedor sobre Propósito ele me fez a seguinte colocação: “Aqui na empresa eu tenho pessoas em diferentes situações financeiras e sociais, muitas delas trabalham para sustentar a família nas necessidades básicas de sobrevivência. Estas pessoas nestas condições se conectam com a organização pelo Propósito?".

A resposta é sim, mas acho que devido a relevância da pergunta é válido buscarmos alguns embasamentos teóricos e práticos para explicá-la.

Segundo Ricard Barret a quantidade de atenção que damos para satisfazer um conjunto específico de necessidades, como as nossas necessidades de sobrevivência, relacionamentos e autoestima, depende de três fatores principais: o estágio que alcançamos em nosso desenvolvimento psicológico; as circunstâncias de vida nas quais nascemos ou que estamos vivendo atualmente; e a situação em que nos encontramos em um momento específico no tempo. Estes três fatores vão influenciar se o colaborador da empresa vai se conectar mais ou menos naquele momento com o Propósito da organização.

instituto-mudita-blog-mudi-empreendedor - duvida - junho-p2-4 (2).png

Conforme o colaborador aprende, se desenvolve, cresce dentro da organização seus objetivos e valores mudam.

Por exemplo: quando o colaborador está desempregado e a sua família não está sendo atendida nas necessidades básicas ele entra para trabalhar na organização pelo dinheiro, pois precisa satisfazer a necessidade de sobrevivência da família. Neste momento Propósito não é algo determinante na sua escolha profissional, mas conforme suas necessidades de sobrevivência vão sendo satisfeitas e novas demandas vão surgindo como relacionamento e autoestima, o colaborador estará mais aberto e interessado Nos valores e Propósitos da organização.

Repare que não estamos falando de cargo e posição dentro da empresa, pois mesmo um diretor ou gestor com todos os conhecimentos intelectuais e experiências que têm, quando desempregado por muito tempo, não vai escolher o trabalho por Propósito, mas sim por necessidade de sobrevivência, mas assim que esta necessidade for atendida seu interesse na organização por outros objetivos passam a ser maiores, desta forma caso a empresa não esteja alinhada com seus valores, assim que este profissional se estabilizar financeiramente e aumentar sua segurança ele tende a buscar uma empresa que se identifique mais, ou seja mais alinhado com seus Valores e Propósitos. 

O cuidado que você empreendedor deve ter, independente da função que será desempenhada, condição financeira atual e nível intelectual do candidato para a vaga em aberto, é realizar um processo de recrutamento e seleção de talentos que vise identificar quais candidatos têm valores alinhados com o seu negócio, quais candidatos acreditam na mesma coisa que a empresa acredita.

Para isso é importante que antes você empreendedor tenha claro para si qual o Propósito da sua organização? Quais os Valores que apoiam as decisões da sua empresa? Qual a Visão de Futuro do seu negócio? Aonde você quer chegar com ele? Quais são os pontos que não são tolerados dentro da organização?

Lembre-se o tempo vai passar e este colaborador que naquele momento precisava do emprego pela sobrevivência, logo logo terá outras necessidades a serem atendidas e somente o dinheiro não será suficiente para mantê-lo engajado.

#institutomudita #mudita #luanapace #paixaoporempreender #proposito #empreendedor #visaodefuturo #recrutamentoeselecao #talentos