Qual a Cultura Organizacional ideal para um mundo em transformação?

 
 

Nós já tivemos a oportunidade em outros momentos de conversar sobre a importância do papel da Cultura dentro das Organizações, ela é a responsável por tornar a sua empresa única aos olhos de todos os stakeholders e, ao mesmo tempo, ela que permite na prática que diferentes “talentos” (colaboradores) trabalhem para apoiar a sua empresa a atingir os resultados esperados.

Porque hoje mais do que nunca a Cultura Organizacional é peça chave para o seu negócio continuar crescendo e se desenvolvendo?

Qual a Cultura ideal para lidar com este novo contexto de mudanças e transformações?

Segundo a revista Business Harvard Review existem 08 tipos de Cultura dentro das Organizações, nenhum tipo é superior ao outro, a relevância está apenas em qual deles é mais adequada para cada empresa, ou melhor qual combinação de dois ou mais tipos formam a Cultura do seu negócio.

Abaixo seguem os 08 tipos em seguida vamos analisar qual deles é mais adequado para o novo contexto que estamos vivendo hoje.  Enquanto você lê aproveite para refletir e identificar qual deles forma a Cultura do seu negócio.

  • Acolhimento - Refere-se a relacionamentos e confiança mútua. O ambiente de trabalho é um local caloroso onde as pessoas ajudam e apoiam umas às outras. Os líderes enfatizam a sinceridade, o trabalho em equipe e os relacionamentos positivos. Empresa de referência nesse estilo: Disney.

  • Propósito - Caracteriza-se por idealismo e altruísmo. O ambiente de trabalho é tolerante, solidário, as pessoas tendem a fazer o bem pelo futuro da humanidade. Os líderes enfatizam ideias comuns e contribuem para uma causa maior. Empresa de referência nesse estilo: Whole Foods.

  • Aprendizado - Diz respeito a exploração, expansividade e criatividade. O ambiente de trabalho é inovador e liberal. As pessoas lançam ideias novas e exploram alternativas. Os líderes enfatizam o conhecimento, a inovação e a aventura. Empresa de referência nesse estilo: Tesla.

  •  Prazer - É expresso por meio de divertimento e empolgação. O ambiente de trabalho é local despreocupado, onde as pessoas tendem a fazer o que as tornam felizes. Os líderes enfatizam a espontaneidade e o senso de humor. Empresa de referência nesse estilo: Zappos.

  • Resultados - É caracterizado por realizações e conquistas. O ambiente de trabalho é local orientado para resultados e baseado no mérito, onde as pessoas aspiram ao desempenho de excelência. Os líderes enfatizam o cumprimento de metas. Empresa de referência nesse estilo: AB InBev.

  • Autoridade - Definido pela força, determinação e ousadia. O ambiente de trabalho é local competitivo, onde as pessoas se esforçam para obter vantagem pessoal. Os líderes enfatizam confiança e dominação. Empresa de referência nesse estilo: Huwaei.

  • Segurança - Refere-se a planejamento, precaução e prevenção. O ambiente de trabalho é local previsível, onde as pessoas têm consciência do risco e se pautam pela reflexão. Os líderes enfatizam o comportamento realista e o planejamento cuidadoso. Empresa de referência nesse estilo: Lloyd’s of London.

  • Ordem - Baseia-se em respeito, estrutura e normas comuns. O ambiente de trabalho é local metódico, onde as pessoas obedecem às regras do jogo e procuram se encaixar. Os líderes enfatizam procedimentos compartilhados e costumes seculares. Empresa de referência nesse estilo: Securities and Exchange Commission (SEC).

 Segundo Sandro Magaldi e Jóse Salibi autores do livro "O Novo código da Cultura” e “ Gestão do Amanhã” de todos estes tipos apresentados acima a Cultura do Aprendizado é o estilo mais alinhado com a contemporaneidade pois responde à demanda por um ambiente altamente aberto às mudanças, já que estimula a inovação, a agilidade e o aprendizado organizacional, atributos fundamentais nesse novo ambiente de negócios VUCA (Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade) no qual se faz necessário flexibilidade, conhecimento multidisciplinar,  rapidez na capacidade de responder as mudanças do mercado e abertura para aprender, desaprender e aprender novamente.

Na Cultura do Aprendizado o líder é o protagonista, ele é o responsável por identificar os talentos, reforçar o potencial de cada liderado, construir uma equipe multidisciplinar, gerar respeito pelas diferenças, estimular o aprendizado e a contribuição através de ambientes colaborativos e unir todos pelo propósito maior da organização. Para isso é fundamental desconstruir a cultura do “eu” e dos “silos” para construir uma cultura do “nós” e da “integração, cooperação e diversidade”.

O autor sugere que para gerar equilíbrio para a Cultura do Aprendizado é importante mesclar com algumas características da Cultura do Resultado principalmente em relação a disciplina e orientação ao ambiente externo.

 É importante reforçar também a importância da Cultura Organizacional estar sempre alinhada com a estratégia do negócio apoiando e auxiliando os líderes a alcançar os resultados esperados.  

Para finalizar vale reforçar que não existe uma Cultura superior a outra a melhor é aquela que reflete a visão e o propósito dos líderes e do fundador do negócio, o que pode ser relevante é mesclar elementos da Cultura do Aprendizado e de Resultado com a Cultura já predominante na sua empresa.

Para Refletir:

Qual destes tipos de Cultura orientam as suas lideranças na tomada de decisões diárias?

Qual Cultura está mais alinhada com a Identidade do seu negócio?

Quais são os pontos fortes da Cultura da sua empresa que torna ela única?

Quais pontos precisam ser neutralizados para fortalecer ainda mais está identidade?

Para saber mais: clique aqui